Última atualização em .

A Bovespa azedou

Crise política e hídríca que se avizinha fizeram o mercado acender a luz vermelha

O Ibovespa fechou com queda de 0,6% aos 126.920 pontos nessa segunda-feira, com as preocupações sobre o aumento das infecções por Covid-19 e a situação política no país superando os dados econômicos positivos. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro enfrentou protestos massivos em todo o país no fim de semana depois que uma investigação criminal sobre acusações de corrupção potencial envolvendo um acordo de vacina recebeu luz verde da Suprema Corte do Brasil. Em uma nota mais positiva, os dados mais recentes do PMI mostraram que o setor privado do Brasil teve uma recuperação acentuada em junho, apontando para um crescimento sólido no segundo semestre do ano. Além disso, a pesquisa Focus do banco central mostrou que os analistas aumentaram novamente suas projeções de crescimento para 2021 para 5,18% de 5,05% uma semana antes e a inflação de 5,97% para 6,07%.

Os destaques de hoje foram para Ambev (ABEV3) +2,93%, Itaú (ITUB4) -1,37%, Bradesco (BBDC3) -3,41%, Petrobrás ON (PETR3) -1,13% e Petrobrás PN (PETR4) -1,13%. Dólar voltou a um patamar acima dos R$ 5,10.

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário