Última atualização em .

Semana tensa faz mercados despencarem

Wall Street fechou no vermelho na sexta-feira pelo segundo dia seguido, quando o novo pacote de ajuda do presidente eleito Joe Biden foi anunciado e os principais bancos divulgaram os resultados trimestrais. A proposta do Plano de Resgate Americano inclui aumentar os pagamentos federais adicionais de desemprego para US$ 400 por semana e estendê-los até setembro, enquanto também considera os pagamentos diretos de US$ 1.400 a muitos americanos e a extensão das moratórias federais sobre despejos e execuções hipotecárias até setembro. Lockdowns na Europa e China dominaram o mercado. As ações dos bancos tiveram um desempenho inferior durante o pregão, apesar da maioria ter anunciado ganhos que superaram as expectativas dos analistas, com as ações do Citigroup caindo 7% e as do Wells Fargo despencando 8%, aumentando as preocupações de avaliação do setor. O Dow Jones recuou 177 pontos para 30.814. O S&P 500 caiu 27 pontos, para 3.768. O Nasdaq perdeu 114 pontos para 12.999. Durante a semana, o Dow Jones caiu 0,9%, o S&P caiu 1,5% e o Nasdaq caiu 1,6%. Os mercados estarão fechados na próxima segunda-feira para o Dia de Martin Luther King, Jr.

Aqui no Brasil, o índice Bovespa caiu forte 2,54% para os 120.348 pontos. Os destaques foram para Ambev (ABEV3) -1,91%, Itaú (ITUB4) ) -3,77%, Bradesco (BBDC3) -3,69%, Petrobrás ON (PETR3) -3,52% e Petrobrás PN (PETR4) -4,52%. Na semana o Ibov caiu 3,8%

 

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário